Tivemos algumas mudanças de rota na Tecnologia, por isso o ritmo de notícias por aqui diminuiu. Fazemos planos, mas também ajustamos os planos quando necessário. Quero compartilhar o que está acontecendo.

Estávamos implementando um grid client-side no WES, utilizando um componente de terceiro. Isso não deu certo e abortamos. Em primeiro lugar, encontramos uma série de dificuldades ao tentar juntar uma solução server-side com um componente client-side. Por exemplo, como permitir customização via Python? Em segundo lugar, foi ficando claro que não faria sentido ter dois grids distintos, cada um com um conjunto de recursos. Geraria sempre muita dúvida de qual utilizar. Por fim, o componente fazia uma série de mágicas em memória, mas para a nossa realidade, essas mágicas teriam que ser feitas no banco de dados, e essa parte teríamos que implementar como um serviço IQueryable. There is no free lunch.

Enfim, parecia mais fácil adicionar alguns recursos de interação no grid que já possuíamos, mas quais? O que traria maior vantagem aos sistemas? Resolvemos nos aproximar dos desenvolvedores, conhecer suas necessidades e anseios de perto. Miramos no ERP, pois este time está neste momento migrando tudo para Web. Três pessoas da Tecnologia foram ajudar a desenvolver algumas interfaces especializadas do ERP Web: Piscke, Kobus e César. Dessa experiência já decidimos incorporar o Vue.js e criar alguns componentes de interface, que serão liberados na próxima versão do WES.

A Tecnologia Benner ajuda bastante em telas auto geradas, mas quando um desenvolvedor vai fazer uma tela especializada, aí o ganho é bem menor. Agora está claro onde podemos contribuir mais.

Paralelamente emprestamos o Gerhard para ajudar na migração do WMS para Tecnologia Benner. O João e o Diego estão ajudando a equipe de projetos a gerar receita e garantir nosso PPR, e o  restante do time está focado em apoio e manutenção, buscando melhora no NPS.

Se você não sabe quem é o Kobus é porque ele acabou de chegar ao time. Mal chegou já está no fogo. Infelizmente também tivemos duas baixas, o Allan e o Matias nos deixaram. O time atual você pode conferir na site dev.benner.com.br.

Infelizmente isso significa que a versão 18.2 foi congelada. Avançamos bem nas implementações para nuvem. O WES já está rodando em contêiner, sem afinidade de sessão usando o Redis, com todo o log sendo gerado no Elasticsearch. Ficou faltando refinar a performance neste cenário e definir a estratégia de liberação das imagens Docker. Já está certo que esta versão será liberada como 19.0, mas ainda não tem uma data certa. Assim que retomarmos farei um novo post aqui.

É uma situação temporária, mas estamos aproveitando para conhecer melhor a realidade de quem usa o que fazemos, os nossos clientes. E lembrando, o código da Tecnologia hoje está aberto, você também pode ajudar a evoluir as ferramentas e bibliotecas.

Compartilhe
Autor

Wendy Krepsky

Líder
Leia mais
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *